Alimentação adequada: Importante ferramenta no controle do Diabetes

Ingerir alimentos corretos podem melhorar em até 50% o tratamento contra a doença

Infelizmente o Diabetes é uma das doenças crônicas que mais atinge os brasileiros nos últimos anos. Dados da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) mostram que cerca de 12 a 14 milhões de pessoas possuem o problema no país atualmente. A alimentação adequada em parceria com o uso de medicamentos e a prática de exercícios físicos estão entre as principais chaves para o controle da doença.

Diabetes: Conheça seus três tipos

Nosso pâncreas é estimulado a produzir insulina sempre que a alimentação acontece. A insulina, por sua vez, é o hormônio responsável pelo metabolismo dos carboidratos, os quais se transformam em glicose. Quando há algum problema nesse processo o diabetes aparece e pode ser caracterizado por três tipos: o Tipo 1, o Tipo 2 e o Diabetes Gestacional.

Entenda a relação dos cuidados da alimentação para pacientes diabéticos

Entenda a relação dos cuidados da alimentação para pacientes diabéticos

No diabetes Tipo 1 o pâncreas deixa de produzir o hormônio, o que impede que a glicose chegue as células e não permita que as mesmas gerem energia. Geralmente esse tipo de problema é diagnosticado ainda na infância ou adolescência e é considerada uma reação autoimune do corpo.

Já no Tipo 2, o fator principal é o excesso de gordura presente no organismo que interfere na produção do hormônio. O pâncreas acaba apresentando uma dificuldade maior em produzir a insulina e acaba se esforçando para produzir mais até ficar sobrecarregado e parar. Normalmente ele está ligado diretamente a obesidade e ao sedentarismo.

O Diabetes Gestacional geralmente acaba surgindo apenas na gravidez e em mulheres com predisposição a doença. Após o nascimento o corpo volta a produzir o hormônio em quantidade normal, mas é importante o acompanhamento já que o mesmo pode persistir.

Alimentação adequada: chave importante no controle do Diabetes

Cada tipo de Diabetes necessita de tratamento e por isso o auxílio médico em parceria com um nutricionista é essencial. Uma dieta balanceada e criada pelo especialista permite que o tratamento melhore em 50% segundo um estudo desenvolvido pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

Dentre os alimentos permitidos para diabéticos estão aqueles contidos na dieta mediterrânea, a qual inclui a ingestão regular de azeite, frutas, legumes, grãos integrais e também consumo de peixe e oleaginosas. Existem vários tipos de dietas e cabe ao nutricionista analisar, liberar ou restringir o uso de cada alimento.

A dieta mediterrânea inclui frutas, vegetais, nozes, sementes e grãos, azeite de oliva e peixes.

A dieta mediterrânea inclui frutas, vegetais, nozes, sementes e grãos, azeite de oliva e peixes.

Já entre os alimentos que devem ser evitados, dependem de acordo com qual tratamento o diabético está seguindo, mas de maneira geral deve ser evitada a gordura saturada, como carnes muito gordas, leite integral e manteiga, por exemplo, além de industrializados como refrigerantes e bolachas e também alimentos que contam com açúcar refinado. O diabético também deve ficar atento ao consumo de carboidratos.

O Diabetes pode ser controlado e permitir uma vida normal ao paciente se o tratamento for adequado e direcionado a cada um de seus tipos. Por isso adotar bons hábitos como a prática de exercícios físicos e também a inclusão de uma dieta alimentar regrada e de qualidade faz toda a diferença.

Converse com um nutricionista para entender qual é alimentação mais adequada para você

Converse com um nutricionista para entender qual é alimentação mais adequada para você.

Abandonar ou não manter o tratamento de forma efetiva pode fazer com que a doença oscile e descompense causando assim consequências mais graves como o infarto, problemas renais e até mesmo oftalmológico.

Leia também:

Diabetes: Alimentação balanceada é a chave para controle da doença

Entenda a Importância do Nutricionista para Diabéticos

Alimentação do Idoso: cuidados que todos deveriam saber

Priscilla Lima - Nutricionista da AngioLife

Comente pelo Facebook