Procedimentos Arteriais

Cirurgias de Revascularização

Basicamente resumem-se em restabelecer a circulação nas regiões do corpo onde esta ausente ou diminuída. Podem ser realizada de duas formas:

Cirurgias abertas, na maioria das vezes são as “pontes de safena” ou com próteses criando um novo caminho para o sangue.

Procedimentos Endovasculares, minimamente invasivos, consistem na “Angioplastia com balão ou Stent”, simplesmente desobstruindo o caminho já existente.

Ambas requerem um período de internação e algum tipo de anestesia, porém, irá depender uma avaliação prévia de cada caso.

 

Embolectomia

A embolectomia consiste no procedimento cirúrgico onde se realiza a extração de um êmbolo ou de um coágulo intravascular, utilizando o cateter de Forgarty.

Correção de Aneurisma

Consiste na correção do saco aneurismático, da dilatação arterial, pode acometer qualquer artéria do corpo humano, sendo mais frequente na aorta.

Seu tratamento é considerado um dos procedimentos mais revolucionários na cirurgia vascular, até certo tempo era corrigido somente com cirurgias abertas, essas ainda possuem um bom resultado, mas são consideradas cirurgias de alto risco. Com o advento da técnica endovascular, o implante de endopróteses tornou-se na grande maioria dos casos o procedimento de escolha.

Menos agressivos, obtém-se um resultado satisfatório a curto e médio prazo. Importante ressaltar a necessidade de acompanhamento periódicos com exames de imagem.

 

Confecção de Fistulas Artériovenosas

Fundamental para a maioria dos pacientes que estão em hemodiálise, a confecção de fistulas arteriovenosas é realizada em ambiente hospitalar sob anestesia local (ou regional). Após identificada uma veia superficial, esta é suturada a uma artéria, a veia é arterializada, ou seja, passa a receber sangue com alta pressão e fluxo. Com o tempo essa veia dilata-se e a velocidade do fluxo sanguíneo torna-se apropriado para realizar hemodiálise. Os primeiros locais a serem confeccionadas são nos punhos, antebraços e braços.

 

Endarterectomia

A doença aterosclérotica se apresenta como um estenose (espessamento) na parede da artéria. O procedimento da remoção dessa lesão é denominada Endarterectomia, muito executada nas artérias carótidas. Nos dias atuais é o tratamento mais seguro e traz bons resultados na prevenção do acidente vascular cerebral ou AVCI, quando feito por um cirurgião vascular qualificado.