Doenças Vasculares

Aneurismas

Aneurismas são dilatações, podem se formar em qualquer artéria do corpo. Comum na aorta, ilíacas, femorais e poplíteas. Podem ser encontradas também nas artérias viscerais e cerebrais.

Obstrução Arterial

A obstrução arterial mais comum é a Aterosclerose, de evolução lenta, que muitas vezes só é percebida em quadros já avançados. Seu diagnóstico precoce é fundamental.

Vasculite

É a inflamação dos vasos sanguíneos. Geralmente se apresentam associadas a doenças reumáticas. Se manifesta de diversas formas mais comum extremidades frias, pequenas lesões de difícil cicatrização

Hemangiomas

Um hemangioma é uma formação benigna de capilares e vasos sanguíneos. São os tumores mais frequentes da infância. São classificados em: Planos, Fragiformes, Tuberosos ou Cavernosos.

Trombose Venosa Profunda

É o entupimento das veias, muito comum nas pernas. Muitas vezes associadas a outras doenças, uso de anticoncepcional, períodos prolongados de imobilização, pós tratamentos hospitalares. Apresentam-se com dor e edema no membro afetado.

Insuficiência Venosa Crônica

Ocorre pela dificuldade que o sangue tem de retornar das pernas. De origem genética se manifesta de diversas maneiras. O acompanhamento de rotina previne e retarda a evolução da doença.

Úlcera Varicosa

Uma das complicações mais desagradáveis das doenças varicosas, apresentam difícil cicatrização. A necessidade de diagnóstico correto e tratamento da doença de base é fundamental para sua cicatrização.

Linfangite

A famosa “Erisipela”, consiste na infecção dos vasos linfáticos, apresenta-se com edema, rubor, calor e ínguas, na presença ou não de febre. Tem diferentes formas e muitas vezes quando não tratadas adequadamente levam a infecções repetidas.

Síndrome do Desfiladeiro Torácico

É um quadro de desconforto gradual, podendo chegar à dor importante no pescoço, ombro e braço. Ocorre a compressão do nervo, artéria e veia na região do ombro por outras estruturas.

Doenças das Carótidas

As carótidas são os vasos considerados de importância vital a circulação cerebral. Essas artérias podem ser acometidas por doenças obstrutivas, aneurismas, tumores, entre outros. Quando não tratadas podem levar ao AVC – Acidente Vascular Cerebral.

Embolia e Trombose Arterial Aguda

Ocorrem quando uma artéria é ocluída de maneira súbita. Muito comum em pacientes que possuem arritmias cardíacas. A dor é súbita e intensa, membro frio e roxo são os primeiros sintomas. Considerado emergência em cirurgia vascular, é necessário um diagnóstico rápido e correto.

Pé Diabético

O pé diabético é tão comum em nosso meio e quando não diagnosticado e tratado por especialista pode levar a limitações importantes na qualidade de vida. Existem três tipos: Angiopático, Neuropático e Infeccioso. As amputações são suas principais complicações.

Fistula Artério-Venosa

As fistulas podem ser congênitas ou adquiridas, se caracterizam pela dilatação de veias, presença de um sopro no local. Muito utilizada em pacientes que fazem hemodiálise.

Embolia Pulmonar

Ocorre quando um coagulo de sangue para no pulmão, é a complicação mais temida das tromboses venosas. Dependendo da gravidade pode ser fatal.

Varizes e Varicoses

Consiste na dilatação das veias, variam de 01 milímetro a maiores que 04 mm. Podem ser assintomáticas, mas seu tratamento previne o aparecimento de complicações.

Flebite e Tromboflebite

É a inflamação das varizes, podendo ou não ser acompanhada de trombose. Caracteriza-se com dor, rubor, edema no local da veia acometida.

Linfedema

É o edema provocado pela deficiência no sistema linfático. Acomete principalmente as pernas, na grande maioria das vezes tratado de forma inadequada, levam a sequelas importantes.