6 coisas que você precisa saber se quiser emagrecer

Se você se dedica na academia, capricha na escolha dos alimentos e mesmo assim não consegue perder peso, você precisa ficar atento a outros fatores envolvidos no processo de emagrecimento.

SONO: você dorme bem?

O sono pode ser o vilão quando você precisa emagrecer

Quando não dormimos bem ocorre aumento dos níveis de grelina uma substância que estimula o apetite e a diminuição nas concentrações de leptina que regula a nossa sensação de saciedade.

Uma ou duas noites podem não fazer diferença, mas se isso se tornar um hábito o cortisol – hormônio do stress, inflamação – pode colaborar com o ganho de peso.

Vale a pena investigar a qualidade de seu sono principalmente se durante o dia você apresentar irritação, falta de concentração, ansiedade e sonolência em excesso, sinais indicativos e algo não vai bem.

Preocupação em excesso

Problemas pessoais, no local de trabalho, excesso de responsabilidades podem contribuir para que os números da balança subam cada vez mais, outra vez os hormônios do estresse adrenalina e cortisol aumentam e quando o cortisol está elevado, mesmo com uma dieta com poucas calorias, o emagrecimento não acontece.

Estresse aumenta a fome!

O organismo entende como uma situação de estresse e sente necessidade de mais energia, aumentando a fome e a vontade de ingerir carboidratos que são fontes de energia rápida.

Nesses casos é preciso rever sua rotina, procure relaxar e sair da rotina estressante.

Falta de massa magra

Mesmo comendo pouco os ponteiros da balança permanecem no mesmo lugar, a falta de massa magra pode levar a perda progressiva e generalizada da força e da massa muscular, processo conhecido como sarcopenia, muito comum em idosos.

O ganho de massa muscular é comumente atribuído à prática de exercícios físicos, mas tão importante quanto a série de musculação é a alimentação adequada.

Alimentação e exercício físico no emagrecimento

É importante uma dieta com alimentos ricos em proteína para promover a reparação dos tecidos danificados após a atividade física, carboidratos para o fornecimento da energia necessária para o treinamento e gorduras boas para manter as taxas hormonais dentro da normalidade, facilitando o aumento de massa magra.

Desidratação

A região do cérebro que regula o apetite e a sede é a mesma e muitas vezes quando estamos desidratados o organismo confunde a sede provocada pela desidratação com a fome, então se estiver com fome experimente beber alguma coisa antes de comer.

Hidrate-se!

Hidratar o organismo ajuda a liberar as toxinas acumuladas.

Comer muito rápido

Quando comemos muito rápido o cérebro não tem tempo suficiente para registrar a informação de que o seu estômago já está cheio.

Quem já fez aquele almoço super rápido enquanto trabalhava?

Quem já fez aquele almoço super rápido enquanto trabalhava?

Por outro lado, ao comer em um ritmo moderado, a liberação dos hormônios atua indicando que você não precisa mais comer.

Então, procure saborear cada mordida na sua próxima refeição e esperar pelo menos 20 minutos antes de decidir se outra porção é realmente necessária.

Exagerar nos carboidratos

Cuidado com os carboidratos

Carboidratos simples dos alimentos feitos com farinha branca, doces, massas, biscoitos, pão, aumentam rapidamente os níveis de açúcar no sangue intensificando a produção de insulina com o objetivo de manter os níveis de glicose normais.

Todo esse processo desperta uma fome intensa por mais e mais carboidratos. Para evitar esse processo devemos optar pelo consumo de carboidratos complexos e de carboidratos juntamente com uma fonte de proteína e gorduras boas.

O nutricionista é profissional habilitado para indicar as melhores opções de alimentos, suas quantidades e combinações. A Angiolife conta com uma equipe completa e preparada para atender nossos clientes nas diversas especialidades da área da saúde.

Pré-agende a sua consulta nutricional e entre em contato com a nossa equipe através do botão abaixo.

Compartilhe o post nas suas redes sociais e deixe o seu comentário.

Priscilla Lima - Nutricionista da AngioLife

Comente pelo Facebook